Director: Gilberto Eduardo, Director-adjunto: Naiene Cauchy

JOGABET

Turismo e a covid-19: Selo Limpo & Seguro para certificar estabelecimentos turísticos

– O Turismo foi ou é dos sectores económicos da província que foi afectada pela COVID-19. Que medidas estão sendo tomadas para incentivar os operadores turísticos?

Algumas medidas tomadas pelo Governo para apoiar o sector privado é a redução de taxas como de energia, água e demais impostos (extensão do prazo para o pagamento do IRPS e IRPC) e em alguns casos até perdão das multas bem como linhas de apoio com taxas bonificadas.

Foi criado o “Selo Limpo & Seguro” para certificar os estabelecimentos turísticos que cumprem rigorosamente as medidas previstas no protocolo sanitário.

Encorajamos o sector privado a ser cada vez mais activo na promoção de seus serviços, oferecendo preços especiais para turistas domésticos de modo a maximizar as oportunidades criadas pelo relaxamento nas medidas decretadas pelo Governo.

Entretanto, actualmente estão em curso acções conjuntas entre o Governo e os prestadores de serviços, visando a divulgação do forte potencial turístico que Inhambane possue,  nos diversos meios de comunicação, com destaque para as plataformas digitais, de modo a atrair mais visitantes para o nosso destino turístico.  Isto  poderá reanimar aos prestadores de serviço.

– Várias instâncias turísticas fecharam as portas devido a casos reportados nos respectivos estabelecimentos devido a COVID-19. De que forma a província prepara-se para evitar um cenário similar, sobretudo no próximo verão?

Vale a pena recordar que a questão de prevenção da COVID-19 é da responsabilidade de todos. No entanto, concretamente para o sector do turismo, estamos a sensibilizar os prestadores de serviços turísticos e os trabalhadores para a observância escrupulosa dos protocolos sanitários emanados pelas autoridades competentes e, em paralelo, estão sendo levados a cabo acções de sensibilização destes para aderirem à certificação e atribuição do “Selo Limpo & Seguro”, que visa certificar empresas que cumprem com as medidas sanitárias, conferindo desta forma segurança aos utentes. Igualmente funciona uma equipa multissectorial composta pela Direção Provincial da Cultura e Turismo, Direcção Provincial da Industria e Comércio, Inspecção Nacional de Actividades Económicas, Administração Marítima, Polícia da República de Moçambique, Serviços Provinciais de Actividades Económicas, Conselhos Autárquicos, entre outros, que de entre várias acções realizam campanhas de monitoria da observância de medidas contra COVID-19 nos estabelecimentos turísticos e nos locais de aglomerado de pessoas como praias, centros comerciais, paragens e terminais de transportes públicos.

Fazemos a promoção do turismo doméstico de modo a maximizar as oportunidades criadas pelo relaxamento nas medidas decretadas pelo Governo no combate a pandemia e para fazer face ao problema de ter estabelecimentos turísticos abertos, mas sem turistas ou clientes, uma vez que “sem turista não haverá turismo”.

Comentários