Director: Gilberto Eduardo, Director-adjunto: Naiene Cauchy

JOGABET

Deputados da AR satisfeitos com o processo de desenvolvimento de Vilankulo

Por: Reno Albino

Os deputados da Assembleia da República (AR) pela bancada da Frelimo, liderados por Gonçalves Maceda, consideraram, recentemente, satisfatório o processo de desenvolvimento do Distrito de Vilankulo e o grau de implementação do Plano Económico e Social, PES,  a nível da região referente ao ano 2020 e primeiro semestre deste ano.

Este posicionamento dos parlamentares pelo Círculo Eleitoral de Inhambane foi manifestado durante o encontro de balanço com o Conselho Executivo Distrital no final da visita  de trabalho de dois dias  que efectuaram semana finda ao distrito.

Para esta avaliação pesaram, entre outras realizações, os resultados positivos alcançados na campanha agrícola 2020/21, introdução do sistema de pagamento eletrónico para prestação de serviços públicos bem como o alargamento do sistema de abastecimento de água.

Do rol das realizações apontados pelos parlamentares ainda constam a expansão da rede pública de energia eléctrica em Pambara e Mapinhane, construção e apetrechamento de infraestruturas escolares, melhoria de atendimento nos serviços de saúde, assistência social pós-calamidades naturais, e também a construção de postos policiais em Muabsa, Benguerua e Belane, este último ainda em construção.

Entretanto, os deputados mostraram-se preocupados com o estado crítico com que se encontra a via Belane – Quewene -Chicocane e vice-versa, que consideram que as precárias condições de transitabilidade da via atrasam o desenvolvimento daqueles povoados e dificulta o escoamento de produtos agrícolas para os principais mercados da região.

No que tange ao fornecimento de água potável, Edmundo Galiza Matos Jr, Administrador do Distrito, destacou que desde o ano passado a esta parte foram abertos 8 furos e construídos 5 sistemas de abastecimento de água, reabilitação de 9 furos de água em diversos povoados do distrito.

No capítulo de ordenamento territorial, no seu informe aos deputados da AR fez referência aos trabalhos em curso de demarcação de mais de 1200 talhões a ser distribuídos para igual número de jovens “o nosso desejo é que este projecto arranque dentro deste ano, mas estamos reféns ao estudo de impacto ambiental que vai ditar os moldes de como o mesmo (projecto) deve ser arquitectado” observou.

Relativamente ao uso sustentável de recursos naturais, Matos disse que em coordenação com o Conselho Distrital da Juventude (CDJ) foi plantada uma área de quatro hectares de mangais, no âmbito de repovoamento e protecção costeira e também foram realizadas campanhas de sensibilização e educação ambiental através de vários parceiros do governo distrital.

Comentários