Director: Gilberto Eduardo, Director-adjunto: Naiene Cauchy

JOGABET

Vilankulo próximo “el dourado” de energia eléctrica no país 

Reno Albino

Com a construção da Central Térmica de Temane, Subestação de Pambara e de Mapinhane, o distrito de Vilankulo passará a ter o segundo maior reservatório de energia elétrica do país.

Este conclusão  é do administrador de distrito, Edmundo Galiza Matos Jr, durante o encontro de estudo de Avaliação de Impacto Ambiental e Social do Projecto de Linha de Transmissão de Energia Elétrica Massinga – Vilankulo, de 110 Kv, que arranca no próximo ano.

De acordo com o dirigente, os ganhos são imensuráveis, tendo sustentado que, para além de mais ligações para o uso doméstico, a electricidade abre espaço para a industrialização e, por via disso, a criação de mais postos de trabalho.

“Este projecto vai melhorar sobremaneira a qualidade da energia eléctrica fornecida ao distrito  e ao mesmo tempo vai abrir espaço para a electrificação de mais localidades e povoados. Certamente que   alargará a rede de consumo doméstico “ afirmou.

Matos salientou ainda que “é um facto que o distrito até ao momento não possui indústrias devido a incapacidade eléctrica que neste momento se verifica. Estamos optimistas de que com a conclusão destes projectos possamos ter indústrias e o alargamento do sector empresarial, para que o estado,  através de receitas,  e a  população com projectos de geração de rendas possam obter e desfrutar de ganhos provenientes destes investimentos”.

O dirigente apelou as lideranças comunitárias e a Electricidade De Moçambique, EDM,  a distanciarem-se de actos de corrupção na contratação de mão-de-obra.

– “Nessa linha de 160 km, toda a vegetação que for destruída no âmbito do projecto deve ser reposta e as famílias abrangidas devidamente reassentadas” alertou.

Comentários