Director: Gilberto Eduardo, Director-adjunto: Naiene Cauchy

JOGABET

Taxa de juro para pequenas e médias empresas situa-se num intervalo entre 4 e 6 por cento

O Director Central da Área de Retalho e Empresas do BCI, George Mandawa, que a sua instituição encontrou nesta Linha a solução para responder ao grande desafio de acesso ao financiamento bem como explicou sobre as taxas de juro aplicados.

– O acesso ao financiamento é um dos grandes desafios que há no mercado, nos programas de conteúdo local. E é para responder a este desafio que em parceria com a Sasol, disponibilizamos esta solução. Dentro desta temática de acesso, uma das componentes, e a principal, tem a ver com o preço do dinheiro. Quanto custa ao empresário obter dinheiro na banca comercial, o que chamamos taxas de juros? Questionou, prosseguindo com a explicação sobre a taxa de juros.

– Temos no mercado uma taxa de referência que é o prime rate (18,9%) e sobre esta é aplicado um spread que, em regra geral, para pequenas e médias empresas, situa-se num intervalo entre 4 e 6%. Portanto, a taxa de 10,5% aprovada para esta Linha representa menos de metade daquilo que está a ser praticado no mercado, vincou.

Um dos pontos importantes também apresentados pelo gestor bancário é o acesso ao crédito bancário.

– Quão difícil é para o empresário e o empreendedor aceder ao crédito bancário? Sempre que se aborda esta temática, fala-se geralmente das dificuldades, das exigências, da burocracia, entre outros. É neste quadro que encontrámos, com o nosso parceiro, formas de facilitar o acesso ao crédito. Portanto, processos de análise e de decisão muito específicos resultam nos tempos de resposta recorde, desde que haja toda a informação completa prestada pelo candidato. Os tempos de concessão são extraordinários, comparados com as práticas de mercado. E nós fazemos isso de uma forma que nos distingue. Fazemos com equipas locais, somos o Banco Daki, concluiu.

Comentários