Director: Gilberto Eduardo, Director-adjunto: Naiene Cauchy

JOGABET

Segurança alimentar e nutricional garantida

A campanha agrária e pesqueira 2020-2021 na província de Inhambane apresentou números satisfatórios, segundo apurou o INHAMBANENSE da Direcção Provincial de Agricultura e Pescas. Num comunicado de balanço da campanha agrária e pesqueira do período em análise, a produção agrícola foi de cerca de 2.904.009, 7 toneladas das 3.182.090 toneladas planificadas, representando uma execução de 91, 3 por cento. Portanto, um crescimento de 3,5 por cento em relação à campanha anterior. Este sector também foi responsável pelo alcance de cerca de 963.519,0 toneladas de culturas diversas de rendimento, o que representa 92,2 por cento e um decréscimo de 0,2 por cento comparado com igual período da campanha 2019/20.

Estes números resultam das cerca de 17, 4 toneladas de insumos diversos alocados, que beneficiaram a 2.879 produtores, que obtiveram no geral 491.534, 6 hectares dos 544.931,4 planificados. A área perdida, face a diversos factores, a salientar, as inundações, ciclones, pragas e outras doenças é correspondente a 9.268 hectares.

DECRÉSCIMO NA COMERCIALIZAÇÃO

DE CASTANHA DE CAJU

O relatório aponta a um decréscimo na produção de mudas de caju, tendo contribuído para tal o início tardio da actividade de enxertia, sobretudo por causa da indisponibilidade financeira para aquisição de sementes e vasos plásticos. No entanto, foram produzidas 571.621 mudas, representando uma execução de 95,3 por cento e, como nos referimos, um decréscimo de 0,6 por cento em relação ao igual período da campanha anterior. O volume da castanha de caju comercializada foi de 17.079,1 toneladas, número abaixo do planificado que era de 17.661,7 toneladas.

Dos números arrolados e em resposta da disponibilidade de alimentos, a produção alcançada foi de 2.904.007, 7 toneladas, tidos como suficientes para a DPAP considerar que, a segurança alimentar e nutricional está garantida.

CRESCIMENTO DO

EFECTIVO BOVINO

No concernente à produção pecuária, até outubro último, a província contava com um efectivo de 350.695 bovinos, posicionando-se como a maior produção em relação aos outras espécies em criação.

Na produção pesqueira registou-se a captura de 28.921,9 tonelada de pescado diverso, com uma execução de 56,9 por cento e um decréscimo 5,5 porcento, quando comparado com igual período de 2020. (Redacção – Inhambanense)

Comentários