Director: Gilberto Eduardo, Director-adjunto: Naiene Cauchy

JOGABET

Governo mantém medidas do Decreto 62/2021 mas anuncia alterações

Redação

O Chefe do Estado, Filipe Nyusi, decidiu manter, esta quinta-feira, por mais trinta as medidas do decreto 62/2021. O Presidente da República anunciou esta  decisão a partir de Cabo Delgado, onde se encontra em visita de trabalho, no habitual informe à Nação sobre a Situação de Calamidade Pública no país decorrente da Covid-19.

O país, segundo dados apresentados pelo estadista moçambicano, tem vindo  a registar significativa redução de casos positivos de SarsCoV-2 (a média de positividade diária está, agora, em 5% tendo atingindo antes 25%)  incluindo mortes por Covid-19, o que para Filipe Nyusi resulta da eficácia das campanhas de  vacinação contra a doença levadas a cabo no país para mitigar a pandemia. Apenas 10 por cento da população moçambicana, lembre-se, já foi vacinada. Entretanto, o Governo decidiu aliviar algumas medidas, numa demonstração da necessidade de retoma da vida social e económica dos moçambicanos.

Do alívio às medidas, destaque para a retoma, em todo o país, do ensino pré-escolar; da autorização de abertura dos teatros, cinemas, salas de jogos, centro culturais e auditórios não devendo exceder 30% da capacidade máxima; retoma  de cultos; aberturas de praias para recriação até às 17.00 horas; realização de eventos sociais privados até 30% da capacidade máxima do local do evento; regresso do públicos nos jogos dos campeonatos nacionais até 25% da capacidade dos recintos desportivos; é autorizada a retoma de treinos de alta competição e campeonatos províncias; são autorizadas reuniões e eventos do Estado; é autorizada a apertura de piscinas públicas, sem exceder 20% da sua capacidade. As reuniões ou eventos do estado devem ocorrer devidamente justificadas sem exceder a 100 pessoas; abertura de ginásios de ginásios de pequena dimensão, não devendo exceder a 20% da capacidade máxima; é alargado o recolher obrigatório das 23.00 horas até 04.00 horas.

As medidas entram em vigor a partir das 00.00 horas do dia 25 de Setembro.

Comentários