Director: Gilberto Eduardo, Director-adjunto: Naiene Cauchy

JOGABET

Boris Pucic disponível mas caro para as contas da ADV

Por: Cameje Gujamo

Entre portas e travessas, INHAMBANENSE apurou que a primeira opção da direcção “energética” para suceder Mayamba é o croata Boris Pucic, que até já treinou o emblema de Vilankulo em 2015 , mas as negociações poderão parir rato. O treinador croata exige um salário de dez mil dólares norte-americanos, o equivalente a seiscentos e cinquenta mil meticais por mês, valor que o Associação Desportiva de Vilankulo  não está disposta a pagar. Entretanto, há ainda outras opções: Chiquinho Conde, João Chissano, Abdul Omar, Antero Cambaco e Artur Comboio, treinadores moçambicanos que neste momento estão livres. Seja quem for, o próximo treinador deverá juntar-se à dupla da casa, Eurico da Conceição e Artur Romão, que vão assegurando a equipa interinamente.

Comentários