Director: Gilberto Eduardo, Director-adjunto: Naiene Cauchy

JOGABET

CASO TRÁFICO DE CAVALOS-MARINHOS:Chinês condenado a 14 anos de prisão

Por: Reno Albino

O mediático caso de tráfico de cavalos-marinhos em Vilankulo conheceu a sentença, na manhã de hoje (20). O Tribunal Judicial da Cidade de Inhambane condenou o cidadão chinês a uma pena de 14 anos de prisão e uma indemnização ao estado moçambicano em 800 mil meticais.

O caso deu-se a 20 de Janeiro do ano em curso, na cidade de Vilankulo, e durante o processo Liu Rongwu esteve a responder em liberdade.

O administrador de Vilankulo, Edmundo Galiza Matos Jr.,  espera que a pena sirva de exemplo para inibir a prática de crime contra a natureza.

– Finalmente sentimos que a justiça foi feita e que ninguém ouse mais tocar recursos da natureza, vincou Matos.

Para Matos, a condenação recompensa o trabalho árduo contra a caça e tráfico de espécies protegidas por lei, que vem sendo desenvolvido pelas autoridades governamentais e algumas organizações da sociedade civil.

O cavalos-marinhos fazem parte de uma extensa lista de espécies  cuja captura e comercialização é proibida, mas com grande procura, principalmente no continente  asiático, para fins obscuros.

Comentários